@jaim3silveira

Jaime Silveira ↟ @jaim3silveira

Graphic designer contato@jaimesilveira.com

http://www.jaimesilveira.com/

Love me. See what I see tonight. #beachhouse
@jaim3silveira

Love me. See what I see tonight. #beachhouse

Dos poucos registros de Capas de Discos que fiz na vida e que não perdi dentro da HD no aeroporto há dois meses. É uma dor de saber que tantos trabalhos em mais de 10 anos foram embora, e o que resta são imagens que a gente encontra online. Por coincidência, estamos encerrando a lua cheia e hoje me lembrei dessa imagem. ❤️
@jaim3silveira

Dos poucos registros de Capas de Discos que fiz na vida e que não perdi dentro da HD no aeroporto há dois meses. É uma dor de saber que tantos trabalhos em mais de 10 anos foram embora, e o que resta são imagens que a gente encontra online. Por coincidência, estamos encerrando a lua cheia e hoje me lembrei dessa imagem. ❤️

Tempos que existia cor e pássaros. Brooklyn, 2016. 🦅❣️
@jaim3silveira

Tempos que existia cor e pássaros. Brooklyn, 2016. 🦅❣️

Um lugar chamado infinito. 🖤
@jaim3silveira

Um lugar chamado infinito. 🖤

2019: o ano dos encontros e desencontros e da instabilidade. Nunca um ano aconteceu tanta coisa boa e ruim. No fim, é a prova de que está tudo vivo e se movendo.
@jaim3silveira

2019: o ano dos encontros e desencontros e da instabilidade. Nunca um ano aconteceu tanta coisa boa e ruim. No fim, é a prova de que está tudo vivo e se movendo.

If
The ocean
Can calm itself
So can you. - Nayyirah
@jaim3silveira

If The ocean Can calm itself So can you. - Nayyirah

Tentativa número infinita de bronze. Hi, summer!
@jaim3silveira

Tentativa número infinita de bronze. Hi, summer!

Se você me perguntar o que mais ouvi esse ano do Brasil, eu diria sem pensar o @dissolveinsepia / ambient, sonhos, penhascos e os ruídos do mundo no meio de tanta melodia bonita. É como se tudo fizesse parte de um filme super 8 em slowmotion. Fiz essa imagem de trabalho pra ele há um tempo, e segue fazendo tanto sentido. Sigam o instagram e veja as tracks inteiras no youtube - sempre tem novidades. É pra tocar a alma nesse domingo frio. ❤️
@jaim3silveira

Se você me perguntar o que mais ouvi esse ano do Brasil, eu diria sem pensar o @dissolveinsepia / ambient, sonhos, penhascos e os ruídos do mundo no meio de tanta melodia bonita. É como se tudo fizesse parte de um filme super 8 em slowmotion. Fiz essa imagem de trabalho pra ele há um tempo, e segue fazendo tanto sentido. Sigam o instagram e veja as tracks inteiras no youtube - sempre tem novidades. É pra tocar a alma nesse domingo frio. ❤️

Love wins. Always. // Iceland 🇮🇸
@jaim3silveira

Love wins. Always. // Iceland 🇮🇸

Assistir o Abstract do Olafur Eliasson me fez pensar que a única coisa que existe de verdade nesse mundo é a luz. 💫
@jaim3silveira

Assistir o Abstract do Olafur Eliasson me fez pensar que a única coisa que existe de verdade nesse mundo é a luz. 💫

Se eu dizer que não tenho vivido intensamente, é mentira. No meio de tantos trancos e vitórias e derrotas, uma coisa eu posso afirmar: essas fotos fazem exatamente 1 ano, mas parecem 10. Em setembro do ano passado eu passei um mês em portland. Fazia mais de um ano que eu não viajava e eu me sentia infeliz com tudo, mas fui, sabendo de todas mudanças que isso traria (boas e ruins). Essa viagem foi especial por ter marcado um novo início na minha vida: aprender um pouco de piano, ter auto-estima de novo, o trabalho evoluir tanto que não consigo descrever, ver um dos shows mais bonitos da minha vida (the war on drugs) com uma portlander que eu amo e que foi tão presente naquele momento @queenoflux.xo , e, ter conhecido, nos acasos da vida, uma pessoa que faz aniversário no mesmo dia que eu (esse ser de luz nas fotos): @swahn_ - happy birthday for you too. Acho que foi um dos aniversários mais simples e bonitos e que resolvemos passar entre um restaurante, uns drinks e o seu atelier - almas gêmeas que encontramos tão longe. De lá pra cá, foi somente 1 ano, mas muitas viagens, muitos amores, muitas idas e vindas, muitas perdas e ganhos materiais, mas a certeza que em nenhum ano da minha vida eu vivi tanto como nesses 12 meses. Eu sempre quis um momento pra postar essas fotos e esse acho que foi o melhor.❤️
@jaim3silveira

Se eu dizer que não tenho vivido intensamente, é mentira. No meio de tantos trancos e vitórias e derrotas, uma coisa eu posso afirmar: essas fotos fazem exatamente 1 ano, mas parecem 10. Em setembro do ano passado eu passei um mês em portland. Fazia mais de um ano que eu não viajava e eu me sentia infeliz com tudo, mas fui, sabendo de todas mudanças que isso traria (boas e ruins). Essa viagem foi especial por ter marcado um novo início na minha vida: aprender um pouco de piano, ter auto-estima de novo, o trabalho evoluir tanto que não consigo descrever, ver um dos shows mais bonitos da minha vida (the war on drugs) com uma portlander que eu amo e que foi tão presente naquele momento @queenoflux.xo , e, ter conhecido, nos acasos da vida, uma pessoa que faz aniversário no mesmo dia que eu (esse ser de luz nas fotos): @swahn - happy birthday for you too. Acho que foi um dos aniversários mais simples e bonitos e que resolvemos passar entre um restaurante, uns drinks e o seu

Soulmates feel like a deep breath of forever.
@jaim3silveira

Soulmates feel like a deep breath of forever.

@jaim3silveira

"More than any other vocation, being an artist means always starting from nothing". Nunca esse quote que li no @metbreuer fez tanto sentido na vida. Seguimos trabalhando e construindo com todo amor. 🖤

No meu último post, eu dizia que não existia inferno astral. De fato, os últimos anos me fizeram mais cético do que nunca a respeito de praticamente tudo. Tô quase um alemão. Acontece que logo após esse post, eu, por uma canseira de 3 vôos, esqueci minha mochila no aeroporto de curitiba e só me dei conta quando cheguei em casa e fui procurar a chave. Voltei correndo pro aeroporto, avisei a polícia, olhamos as câmeras (identificamos o sujeito que pegou), fiz bo, e a polícia por incrível que pareça fez toda força possível pra me acalmar e dar esperança durante a manhã toda que passamos no aeroporto. Dentro da mochila havia um pack com uns 50 cartões de visitas com o end do meu instagram, então fica aqui um apelo: devolva meus dois passaportes / documentos e minha HD com trabalhos. Todo resto que estiver dentro é seu, computador, óculos, tudo. Eu ainda posso lhe dar uma recompensa financeira por isso. Você tem todas maneiras de entrar em contato comigo e será de uma forma pacífica. Com amor e esperança! ❤️
@jaim3silveira

No meu último post, eu dizia que não existia inferno astral. De fato, os últimos anos me fizeram mais cético do que nunca a respeito de praticamente tudo. Tô quase um alemão. Acontece que logo após esse post, eu, por uma canseira de 3 vôos, esqueci minha mochila no aeroporto de curitiba e só me dei conta quando cheguei em casa e fui procurar a chave. Voltei correndo pro aeroporto, avisei a polícia, olhamos as câmeras (identificamos o sujeito que pegou), fiz bo, e a polícia por incrível que pareça fez toda força possível pra me acalmar e dar esperança durante a manhã toda que passamos no aeroporto. Dentro da mochila havia um pack com uns 50 cartões de visitas com o end do meu instagram, então fica aqui um apelo: devolva meus dois passaportes / documentos e minha HD com trabalhos. Todo resto que estiver dentro é seu, computador, óculos, tudo. Eu ainda posso lhe dar uma recompensa financeira por isso. Você tem todas maneiras de entrar em contato comigo e será de

Ninguém acredita em karma. Água com gás. Bicicleta bêbado. Café no copo de vidro. Moedas ainda valem. Vinho francês 3 euros. 100 negronis. Qualquer cerveja é a melhor cerveja. Kebab. Comida com a mão. Pôr do sol na grama. Falafel. Melhores trilhas sonoras de cafés. 12km a pé ou 20km de bike. Xixi no mato. Free like a bird. E o principal: ter certeza de que não existe inferno astral quando você não tem tempo pra lembrar dele. Um verão feliz. Quero voltar. ❤️
@jaim3silveira

Ninguém acredita em karma. Água com gás. Bicicleta bêbado. Café no copo de vidro. Moedas ainda valem. Vinho francês 3 euros. 100 negronis. Qualquer cerveja é a melhor cerveja. Kebab. Comida com a mão. Pôr do sol na grama. Falafel. Melhores trilhas sonoras de cafés. 12km a pé ou 20km de bike. Xixi no mato. Free like a bird. E o principal: ter certeza de que não existe inferno astral quando você não tem tempo pra lembrar dele. Um verão feliz. Quero voltar. ❤️

Next